Heroes!

Listening to Lily Allen – LDN 

  

Heroes

Olá, pessoal!

Bom… pra variar, eu também entrei na onda de Heroes.

Comecei a ver o primeiro episódio, todo “dono de mim”… acreditando mesmo que ia sair ileso dessa experiência… rsrs, o resultado? Em uma só sentada vi 5 episódios!

Cara… nem eu acreditei no que estava fazendo! Mas foi impossível parar de assistir!

A história envolve de uma forma que, pelo menos pra mim, não é apelativa, mas que é muito estimulante e cria uma imensa expectativa em saber o que vai acontecer. Já ouvi dizerem que essa série se parece muito com “Lost” (algo que eu nunca vi, exatamente por medo de gostar demais, hehe – coisa de louco mesmo). Além disso, cada episódio faz diferença e caminha em direção à solução dos problemas, algo bem diferente das novelas brasileiras, que enrolam daquele tanto!… Então é possível ver o progresso do enredo, e isso é demais!

O que eu achei mais interessante é que, apesar de parecer muito com X-Men, a série mostra os personagens mais humanos… mais próximos da realidade. Eles não têm nomes-fantasia, nem roupa especial. Suas habilidades são mostradas como algo natural, da mesma forma como algumas pessoas têm um dom pra música e outras têm pra matemática. E a gente acompanha a descoberta e o desenvolvimento dessas habilidades, o que cria um certo vínculo com os personagens

Uma coisa que é muito engraçada em mim é que eu sempre levo coisas relacionadas a super-heróis pro lado homossexual. Haha, não, não acho que todos os heróis são gays!

Mas pense um pouco: os conflitos que eles enfrentam não são os mesmos que os gays? A dúvida em contar ou não… o medo da rejeição… o peso de ser discriminado por causa de algo alheio à própria vontade… Essas são situações constantemente presentes no “cotidiano homossexual”, e que todos nós enfrentamos um dia ou outro.

Bom… gay ou não, acho que esta série faz refletir. Sobre as diferenças, principalmente.

OBS: Ah, a Niki é a melhor!!!  kkkk

Então, quais são as suas habilidades?

Anúncios
    • Bia
    • 31 de março de 2007

    Pra não variar, o senhor está ouvindo uma música que adoro.
    E nesse caso, não só a música, mas a o clipe também é muito bom!

    Sobre Heroes: ao contrário de Lost, estou interessada em assistir, mas ando numa fase “estou velha” e acabo dormindo às 21h todos os dias.
    Qualquer dia desses tentarei parar em frente a TV e saciar meu desejo rsrsrs (uii, que profundo!)

    Bjaum moço e vê se posta mais!

  1. eita… eu não tenho mta paciência para acompanhar a maioria dessas séries…
    nem por achá-las boas ou ruins, mas por não ter saco de parar o meu dia numa hora certa pra assisti-las!

    eu sou apaixonada por sex and the city, mas vi a série toda em dvd! não acompanhei na tv, não, pelo msm motivo! rsrs

    legal a análise q vc fez sobre isso dos super-heróis e os gays! mas na verdade, não são só os gays q podem ser relacionados, não!
    todos q possuem algum tipo de segredo passam +ou- pela msm situação! claro q a “gravidade” da revelação a ser feita varia, né?!

    bjão!

  2. du, por enquanto a gente só está usando o “A vida não presta mesmo” mesmo! rsrsrs
    não temos blogs individuais!

    mas esse é um caso a ser pensado!
    foi até uma boa sugestão! 🙂

    bjss

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: