Why don’t you see it?

 Ouvindo Snow Patrol – Open your eyes

Todos nós temos uma pequena área nos olhos chamada “ponto-cego”. Não sei exatamente o que é, mas sei que é um ponto em que o nervo óptico (o que liga os olhos ao cérebro) se encontra com as células do olho. E neste ponto, nós perdemos a visão (vocês podem saber mais aqui).

Não só nos olhos, também temos um ponto-cego na nossa vida. Sabe aqueles problemas que a gente julga muito grandes (ou muito insignificantes) e decidimos ignorar? Pois é: você acabou de colocar mais um ítem no seu ponto-cego! Ao contrário do que possa parecer, essa atitude é extremamente importante pra nós. Ignorar certas questões nos ajuda a priorizar os problemas mais urgentes, além de dar um descanso à mente que vive a mil. E como é comum nos seres humanos, a gente costuma “super-utilizar” esses acessórios do cérebro, simplesmente porque é muito cômodo!

Mas, como acontece com todos os problemas não resolvidos, eles crescem. E aí? Até onde permitir que eles se compliquem ainda mais?

Acho que o point disso tudo é saber o que ignorar, e por quanto tempo isso pode acontecer; é decidir se vale a pena deixar de lado um problema pequeno hoje, e enfrentar conseqüências não tão pequenas amanhã.  Todo mundo que já protelou a resolução de um problema sabe que, mais cedo ou mais tarde, é necessário enfrentá-lo.

E se a gente tentasse um approach diferente nesse ponto? E se tentássemos resolver tudo que for possível agora, pra evitar lidar com coisas impossíveis depois?

É uma simples questão lógica…

Será que o seu ponto-cego não está superlotado?

 

PS: Affe… finalmente achei um jeito de vocês também poderem ouvir as músicas! hehe.. Podem clicar nos links 😉

Anúncios
  1. É a velha filosofia do “let it be”, pq “there will be an answer”…

    Enquanto a resposta não vêm e não conseguimos resolver os problemas facilmente, acho q o jeito é deixarmos tais dificuldades escondidinhas no ponto cego mesmo, pra que possamos levar nossas vidas com um pouco mais de paz.

    Pra variar, adorei o post!

    Mas olha só… a gente sempre vai nos blogs um do outro, né? Será que você podia adicionar o meu aí nos seus amigos pq, vc sabe, a propaganda é a alma do negócio! rsrs

    Beijão, querido!

  2. Imagina, Du!
    Nem precisa pedir desculpas!
    Eu imaginei q vc tivesse esquecido mesmo…

    Beijão!

    • Bia
    • 14 de abril de 2007

    Infelizmente a música desse post não me agrada!
    Acho ela bem chatinha e repetitiva.
    Na verdade só consigo ouvi-la nas propagandas de ER e, ainda assim, fico cansada de vez em quando rsrsrsrs.

    Mas não vim aqui pra isso rsrsrsr!
    Nunca tinha ouvido falar nesse tal ponto cego. De agora em diante, passarei a verificar se ele anda super lotado e, caso esteja, tentarei esvaziá-lo!

    Bjaum rapaz!

    • Bia
    • 17 de abril de 2007

    Desse jeito vou querer direitos autorais hein! Roubando minhas idéias, como assim senhor Du?
    Hahahaha, to brincando! Esteja às ordens sempre que quiser.

    1)Sobre linkar-nos aqui, idem! Volta e meia fazemos isso no “A vida não presta”. Pode deixar que quando surgir uma oportunidade, seu endereço aparecerá num dos nossos posts!

    2)Larga essa vida e deixa essa musica de lado, pq é uó lembrar de momentos e pessoas daquele tipo “ng merece”, como vc msm disse, ao ouvi-las.

    3)Obrigada pela torcida! O meio de campo anda meio enrolado e ainda tô em uvida se vou ou não, mas espero que consigo, afinal, depois de 4 anos, não ha paciencia que aguente rsrsrsrs.

    Bjuxx amore!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: