A cara metade

On the radio: “Despre Tine – O-zone

 

Conheço muita gente que está esperando pela pessoa perfeita. É triste assistir essa espera eterna, mas parece que algumas pessoas não são capazes de perceber a perda de tempo que é esperar por alguém sem defeitos.

Outros me dizem que não esperam o ser perfeito… só querem sua cara-metade. Putz… cara-metade?

Nunca gostei muito dessa expressão. Primeiro, porque parece que só temos uma. Ou seja, se você perder a tua, pode sentar e lamentar. E esses lances de chance única, eu nunca aceitei muito bem.

E ultimamente pensei ainda mais sobre isso. Será mesmo que somos incompletos dessa forma? Pensar que precisamos de um complemento influencia a nossa vida mais do que podemos imaginar.

Acho que um jeito bem melhor de encarar a vida é ter consciência de que nós somos inteiros. Sim, nós temos todas as ferramentas de que precisamos para construir a nossa felicidade. E tendo tudo, podemos construí-la sozinhos.

Mas… e o outro? Fica onde nessa história? Bom, o outro entra pra compartilhar as ferramentas dele conosco! Se o parceiro deixa de ser complementar e passa a ser suplementar, então a dependência emocional e/ou psicológica não tem motivo de existência.

Além dessa mudança alterar o modo como nos relacionamos com as pessoas, mudará o nosso aproveitamento dos relacionamentos.  A gente passa a compreender que cada um nos adiciona algo, que os relacionamentos têm um ciclo de vida, e que temos inúmeras oportunidades de nos apaixonar e agregar algo de bom na nossa vida e na vida do outro.

Pensando assim, é bem mais fácil namorar 😉

Anúncios
  1. Ai Du… eu concordo em partes com você!
    Acredito que algumaS pessoaS (no plural) podem nos completar…e digo completar sim.

    Não que sejamos metade, mas acho que sem amor, a sensação é que fica faltando um pedaço na gente.
    E se falta algo, quer dizer que não somos inteiros.

    Sei lá, pode ser uma visão meio romântica da minha parte (que estou vivendo um momento meio delicado amorosamente falando), mas eu acredito que devemos buscar no outro esse pedaço q tá faltando na gente e quando a gente acha alguém q pode fornecer isso, a gente se apaixona.

    Bjksss

  2. Ouvi certa vez uma frase de alguém, que disse: se você entra em uma relacionamento esperando encontrar a sua metade, a parte que lhe falta e todas aquelas coisas clichês que ouvimos por aí, desista!

    Um relacionamento não serve pra tapar os buracos do seu eu e sim, vivenciar momentos felizes e memoraveis ao lado de outra pessoa.

    Apesar de tbm estar vivendo um momento “love’s in the air” (vide meu mais recente post) como minha amiga Lily, concordo plenamente com você Du!

    Abaixo o Fabio Junior e a metade da laranja hahahahahaha.

    Bjux!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: