Review – Harry Potter e a Ordem da Fênix

 Batendo cabelo com Jzabehl – It’s all about me

 

Harry Potter

É… o filminho do finde foi exatamente esse. Tudo bem, não parece muito ambicioso, mas, no fim das contas, valhe a pena.

Nunca fui fã ardoroso da série, apesar de admitir que esses lances de magia e fantasia sempre me fascinaram bastante (é… eu tenho um livro sobre gnomos até hoje, e ainda dou umas folheadas de vez em quando). E por esse motivo, não animei de ler os livros, mas vi os filmes com prazer.

E é com prazer que eu vejo a evolução deles. Quer dizer, é patente a forma como tudo na trama se desenvolveu desde o primeiro filme. Os personagens são mais profundos, o enredo é mais complexo e, principalmente, não é mais uma história infantil. Alguns inclusive ressaltam o caráter dramático do filme, em detrimento da simples ação. 

Claro que não é uma trama profunda como as obras de Almodóvar, mas traz temas interessantes. Amizade, liberdade, adolescência, conflitos, sentimentos. É um filme que toca todos esses assuntos. Não sei se esse mérito é da escritora ou do diretor, mas sei que a trama foi evoluindo e crescendo junto com o público que angariou em 1997, no lançamento do primeiro livro. Foi uma sacada interessante, porque eu nunca tinha visto nenhum escritor fazer uma série que acompanhasse a compreensão dos leitores, à medida em que eles se desenvolviam. Ou eram séries adultas ou infantis, não havia esse processo de desenvolvimento que J. K. Rowling se utilizou.

O que me intriga é que para o público que acompanha Harry desde a “Pedra Filosofal”, a complexidade de “A Ordem da Fênix” é bastante “digerível”. Afinal, eles esperavam um ano entre um livro e outro. Mas pra uma criança que começa a ler a saga hoje, e que pode ler a série toda em um ano, o quarto ou quinto livros podem ser bastante inapropriados. Então é bom haver uma certa supervisão.

Enfim, não é nada que vá mudar a vida de ninguém. A história é meio lenta, o filme faz muitas referências aos filmes anteriores e quem assiste precisa ter uma certo conhecimento sobre Harry Potter e o que ele já passou, mas os efeitos digitais enchem os olhos. Merece entrar na listinha de “filmes pra alugar”.

É um bom entretenimento.

Anúncios
  1. Não consigo assistir Harry Porter. Acho que depois que conheci alguns wicca´s e alguns alquimistas…esses filmes ficam mais distante ainda de mim.
    Mas o teu post é excelente e demonstra um grande conhecimento.

    Du…te indiquei para mais um selinho. kkkkk

    beijos

  2. te dou um tok? leia o livro
    vc vai se surprrender …
    e ler, é sempre uma aventura

  3. Cara… LEIA ESSE LIVRO!
    Pra mim, é o melhor da série!
    É coisa de devorar pra saber o q vai acontecer! Li mto rápido e é o mais grosso de todos! rs

    Bjksss

  4. huauha… eu num gosto do hary rs

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: