What’s your age again?

 Curtindo Madonna – Gone

Os psicólogos gostam de classificar as gerações de pessoas. Já houveram os “baby-boomers“, a “geração X” e várias outras. O meu palpite para a nossa classificação (pessoas de 15 a 25 anos) é “geração exagero”. Acho que nunca esteve tão em voga o excesso na vida de ninguém como hoje.

Nós somos extremamente “desejosos” do excesso. O conceito de “suficiente” já não nos é suficiente mais e isso não pode estar certo. Queremos sempre mais que o outro… mais do que nós mesmos podemos suportar. E somos exagerados em todos os aspectos da vida. Talvez por querer tanto, sejamos tão frustrados.

Será que a festa só tem graça quando a gente sai carregado de tão bêbado? Será que a gente precisa mesmo transar 365 dias e ter 360 parceiros diferentes por ano? Será que a gente precisa de todo o dinheiro que a gente deseja? Quantas cirurgias plásticas a gente precisa pra ficar satisfeito? E a lista de exageros continua interminável.

Essa coisa de querer sempre mais me lembra um certo tipo de pessoa. Sabe qual? Um viciado. Não são os viciados que nunca estão satisfeitos e querem sempre mais? Pois é isso que nós somos: uma geração de viciados. Seja em sexo, dinheiro, afeto, somos um bando de viciados na insatisfação.

Será que existe reabilitação pra tanta gente?

Anúncios
  1. “Será que a festa só tem graça quando a gente sai carregado de tão bêbado? Será que a gente precisa mesmo transar 365 dias e ter 360 parceiros diferentes por ano? Será que a gente precisa de todo o dinheiro que a gente deseja? Quantas cirurgias plásticas a gente precisa pra ficar satisfeito?..”
    É.. Du! A coisa está complicada… A minha geração é dos 30 e é bastante complexa. Até quando vc pensa que não há preconceito, há…
    Well, mas como o mundo não é perfeito e estamos sempre em contrução mesmo, vamos ver o que o futuro nos reserva!
    Beijocas e Ugly Betty é hoje!!!!!

  2. Será? Será? Será? … “Será que eu serei o dono dessa festa? Um rei, no meio dessa gente tão modesta…”

    Du !!! ….. que belo post num primeiro dia do ano hein?? A minha geração gritou, foi às ruas, viveu os anos 80 em toda sua plenitude, foi ao rock´n rio…mas e dai?? Viveu, mas não soube passar para as novas gerações o que é lutar, viver, arriscar com responsabilidade. Responsabilidade? Que responsabilidade?

    Enfim…sempre novos velhos dilemas!!!

    Beijos e feliz ano de 2008

  3. Du, eu tenho pensado demais nisso. Seu post caiu como uma bomba na minha inquietação. Mto bom! Beijinhos e feliz 2008!

    • modarj
    • 10 de janeiro de 2008

    Olá!
    Vi seu blog nas Palpiteiras e adorei! Parabéns pq vc escreve muito bem!
    Quanto a insatisfação… well seremos sempre uns viciados nela.. infelizmente!
    Beijocas,
    Juliana

  4. Cara… eu acho que a nossa geração está mais voltada para os exageros fúteis! Acho que nunca se deu tanto valor ao dinheiro, às grifes, enfim, à aparência física do q hj em dia…

    Qnto ao exagero nos vícios e no sexo e talz, acredito que nos anos 70/80 era mtoooo pior!
    Depois que teve a época dos hippies, tropicalistas e depois a galera do rock, o povo queria experimentar tuuuuudo! E aí sim, rolavam os maiores excessos!
    É lógico q hj em dia ainda tem isso, mas nessa época com certeza era mto pior!

    Bjksssss

  5. Você deveria repensar a trilha sonora do texto. A essência está mais para “Satisfaction”, dos Stones.

  6. Acho que cada um vive do jeito que quiser.
    Eu mesmo nunca cheguei a ter mais de 6 parceiros em um ano.
    Nunca fiz plástica(quase fiz uma agora, mas porque o meu nariz é um tanto grande e incomoda, as pessoas me incomodam. Mas o aceito; meus pais ofereceram-na… No fim, não a fiz).
    Por hora é isso que tenho a dizer. Nada muito complexo.
    Deixo escrito que gostei de ler o texto; me prendeu a atenção como um bom texto tem de prender.

    Valeu!

  7. NAVEGANDO PELA INTERNET ME DEPAREI COM ESSE BLOG E CURIOSAMENTE FUI LER ALGO! ACHEI ESTE TEXTO FENOMENAL, POIS DE UMA MANEIRA BRILHANTE RETRATOU EXATAMENTE AQUILO QUE ESTA FAIXA ETÁRIA DO SER HUMANO VIVENCIA. UTILIZANDO DE UMA SÁTIRA SUTIL, ALIADA À UMA IRONIA CULTUADA PELA INFORMAÇÃO E ANÁLISE CRÍTICA.
    NÃO SEI QUEM É O AUTOR DO BLOG, NEM TAMPOUCO DO TEXTO, ENTRETANTO FICAM OS MEUS VOTOS FELÍCITOS. APROVEITANDO O ENSEJO, PARA CONVIDAR À TODOS QUE FAÇAM UMA VISITA EM MEU BLOG: http://www.caixetadenoticias.zip.net.

    • Lily
    • 15 de fevereiro de 2008

    SUMIDOOOOOOOOOO!

    • Beth
    • 21 de fevereiro de 2008

    Cadê tu ????

  8. Cansou desse brinquedo?

    • Bia
    • 26 de fevereiro de 2008

    Amore, você não sabe que Rehab tá na moda?

    Todos querem experimentar hehehehe.

    Apareeeece!
    Beijos =*

  9. Ufa… Ainda bem que sou da geração do “suficiente”… *rs

  10. Somos insatisfeitos e continuaremos assim…
    a grama do vizinho sempre será mais verde…

  11. Somos insatisfeitos e continuaremos assim…
    a grama do vizinho sempre será mais verde…

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: