Arquivo para outubro \17\UTC 2008

Gayer than fiction – pt. 2

Ai, que alegria essa música! : Mamma Mia OST – Super Trouper

Depois do último post, eu fui me reparar melhor e notei ainda outras coisas… Outra mania feminina que eu tenho é a de manter vários assuntos paralelos.

Explico: dia desses eu tava vendo GNT (because I’m fancy) e no programa (não lembro qual) estavam falando sobre DR’s (discussões de relacionamento). Chegaram naquele mesmo ponto em que sempre chegam esses debates (mulheres gostam de DR, homens não gostam). Então a psicóloga especialista deu uma dica pra mulheres engabelarem os seus homens into uma DR.

Primeiro: fazer uma lista das coisas que serão discutidas.

Segundo: exaurir cada tópico antes de passar para o próximo.

Terceiro: deixar ao homem a tarefa de encontrar a solução para o problema que você, a coordenadora da DR, citou.

Enquando a psicóloga falava isso, não pude deixar de imaginar as mulheres tratando com pequenos cachorrinhos de cavar soluções, trazendo um problema de cada vez, mantendo tudo bem simples e fácil ao entendimento para que a cabeça deles não se embaralhe. Hilarious!

Depois a tal psicóloga ainda falou outra coisa (a coisa que fez meu mundo parar): segundo ela, mulheres têm o hábito de iniciar vários assuntos simultâneos e discutem sobre eles aleatoriamente, sem manter uma linha única de pensamento mas, ainda assim, sem perder o sentido da conversa. MEODEOS! Eu faço isso! E eu e minhas amigas já rimos sobre esse fato… e nós nos achávamos super poderosos por conseguir fazer algo que é tão difícil (conseguir captar o momento exato em que o assunto está sendo mudado SEM ter que avisar isso).

Daí vem a mulher e diz que isso é coisa de mulherzinha! Nhá!

Eu fiquei triste depois dessa…

Anúncios

Gayer than fiction

Som “heterolizante”… Será?: Carla Bruni – Le temps perdue

 

Vocês já se surpreenderam com algum aspecto da sua personalidade? Pois é… tem horas que eu páro pra me reparar e descubro que eu sou mais gay do que acreditava ser possível.

Por exemplo 1: ontem eu vi o novo clipe da Britney e quase tive um orgasmo. Eu tento.. tento mesmo não gostar daquelazinha, mas eu acho ela demais (profissionalmente, que fique claro!). A coreografia, a letra (tosca, eu sei, mas é puro girl power), a produção do vídeo, o ator!… Affe, desce mais um grau na escada florida.

Por exemplo 2: óbvio que eu vou no show da Madge (se bem que eu tive as minhas dúvidas quando meu pai começou a ratear…). É, vou com meu pai. Quando contei isso pros meus amigos, eles raxaram de rir… eu só fui entender dias later, quando me caiu a ficha de que neste show vai ter mais gays do que a parada do Rio E de São Paulo juntas! Como eu vou me comportar? Ish, só na hora pra saber. Outro passo rumo ao Poço das Rosas…

(Só uma coisinha: todo mundo sabe que a voz da Madonna não é nada Marisa Monte, mas na Confessions Tour ela até conseguia manter o tom e a afinação num nível aceitável. De todos os vídeos que eu vi até agora da Sticky and Sweet, não tem UM que ela não perde a linha! Medo, muito medo do que vou escutar nesse show…)

Por exemplo 3: eu vi o filme Mamma Mia! (Mais um degrau…). Eu GOSTEI do filme (outro degrau…). Eu cheguei em casa e baixei a trilha sonora do filme e ouço ela incessantemente e canto todas as músicas (mais 3 degraus!). É, eu canto “Gimme, gimme, gimme a man after midnight” em alto e bom som com a família toda por perto! :O

Sem mencionar Offer Nissim (incluindo Be my boyfriend), Altar, PCD, Sex and the City, Christina Aguilera e muitos outros degraus na escadinha… 😦

Percebem que daqui a muito pouco tempo, eu estarei mais flor do que o Carson de Queer Eye for the Straight Guy?

À parte: O novo álbum da Carla Bruni tá fabuloso! A música do post é só pra dar o gostinho, o resto todo vale a pena!

“Fabuloso”? Tá vendo o nível que eu cheguei?